Lorena, 18 de março de 2016.

À

Comunidade Acadêmica das Faculdades Integradas Coração de Jesus- FAINC

 

 Quero hoje chegar até vocês com alegria, fé e entusiasmo para juntos celebrarmos a Festa de São José e também a Páscoa que se aproxima. Dois exemplos para o nosso cotidiano de fé que, no amor, fizeram esforços para que as suas próprias vidas se adaptassem ao plano de Deus.

São José, nosso pai e mestre, é o exemplo vivo do homem que confiou em Deus. Obviamente, confiar-se sempre e totalmente a Deus não é simples, nem é fácil. É ousado, é difícil, é desafiador. Quem percorre este caminho atravessa, muitas vezes, momentos de escuridão e vive provas dolorosas. São José ousou confiar plenamente em Deus e traduziu com sua história simples a beleza de vivermos pela fé.

José, o esposo prometido a Maria, antes de passar a viver com ela, vem a descobrir a misteriosa maternidade da sua futura esposa e se pergunta o que deve fazer. Por uma parte não quer cobrir com o seu nome um filho de quem ignora a paternidade, mas, ao mesmo tempo, convencido da virtude de Maria decide não entregá-la a um processo rigoroso previsto pela lei. Um anjo em sonho fez-lhe compreender que Maria tinha concebido por obra do Espírito Santo e, confiando em Deus, José consente e coopera no plano de salvação.

Desse modo, viveu São José, entregando-se a Deus de corpo e alma. A sua justiça reside no seu silencioso assumir os projetos Dele, sem calcular quanto lhe custaria conformar-se a eles, nem perder tempo a valorizar as conseqüências da sua decisão. Deus o chamou e ele, docilmente, obedeceu.

São José revela-se homem justo, não por ter exercido a justiça, segundo os seus próprios direitos, mas por ter permitido a Deus entrar em sua vida. Deus, que lhe tinha tirado a família idealizada, pô-lo à frente da sua própria família; privou-odo direito à paternidade física, mas fê-lo protagonista de uma paternidade tanto mais responsável. Ao sonhar a vontade de Deus e por aceitá- la, José encheu-se de experiência de vida e nos ensinou que diante das dificuldades da vida, não devemos perder a coragem, porque é no serviço ao Pai, na aceitação dos Seus sonhos e projetos é que reside o serviço mais alto.

Jesus seguiu neste mesmo caminho de amor e serviço ao Pai e mesmo sendo Filho de Deus, fez-se homem e prosseguiu até ao extremo no caminho da humildade e do dom de Si mesmo, até   amorada dos mortos, ao abismo da separação de Deus. “Este mesmo amor misericordioso inundou de luz o corpo morto de Jesus e transfigurou-o, o fez passar à vida eterna.” 1 Ressuscitado, transformou a morte em vida, pedindo-nos hoje para que mudemos o ódio em amor, a vingança em perdão, a guerra em paz. Sim, Ele é a nossa paz!

Eis aqui o segredo que pode iluminar o nosso caminho. Deus dá-nos a coragem de ir contra a corrente. Não há dificuldades, tribulações, incompreensões que possam nos amedrontar, se permanecermos unidos a Deus como os ramos estão unidos à videira, se não perdermos a amizade com Ele, se lhe dermos cada vez mais espaço na nossa vida. Ele é a esperança que liberta e faz viver, sobretudo, quando nos sentimos pobres, fracos, pecadores, porque Deus proporciona força à nossa fraqueza, riqueza à nossa pobreza, conversão ao nosso pecado. A exemplo de José e Jesus tenhamos confiança na ação de Deus! Com Ele, podemos fazer coisas grandes; Ele nos fará sentir a alegria de sermos seus filhos e testemunhos de vida.

Nós, como comunidade educativa, somos chamados a sermos hoje testemunhas do dom da vida! Recebemos de Deus a tarefa de guardar as famílias, guardar o carisma salesiano, guardar com dignidade as relações em nosso trabalho, guardar a nós mesmos e aos amigos. Somos chamados também, a fazer do nosso trabalho o maravilhoso poder de participar da obra criadora de Deus e de aprimorá-la no serviço à vida.

Este é o tempo em que Deus está nos chamando a confiar nossas esperanças e projetos a Ele. Sem questionamentos, sem murmúrios, sem reservas, apenas depositando a fé na certeza de que Dele virá o melhor, pois o Senhor tem para nós graça sobre graça! Ele tem um poder, uma força, uma sabedoria e uma estratégia que não conhecemos. Mas, se O buscarmos, vamos conhecê-Lo e presenciar Seus milagres.

Que a alegria da celebração da festa de São José e da Páscoa do Senhor não termine ao fim deste ciclo de festas, antes que nossa Comunidade Educativa, muito mais agora, motivada pela realidade nova que foi gerada em nós a partir destas celebrações, esforce-se para ser e viver melhor as experiências educativas.

 

Auguri pelo tempo de festas!

 

 

Prof. Dr. Wellington de Oliveira Diretor Geral da FAINC


1Papa Francisco, Homília de Páscoa, Santa Sé, 2013.

Pagina 2 de 4

Graduação

ADMINISTRAÇÃO

O curso de Administração da FAINC é baseado na necessidade de adequar a formação às demandas hoje existentes na região do abc paulista, que está migrando da atividade industrial para a área de serviços.

Read more...
BIBLIOTECONOMIA

O curso de biblioteconomia da FAINC é focado em três vertentes de conteúdos, a Documentação, a Informação e o Conhecimento.

Read more...
EDUCAÇÃO ARTÍSTICA

O curso de Educação Artística da FAINC forma professores licenciados em Educação Artística, com habilitação em Artes Cênicas ou Artes Plásticas, para atuação nas escolas de rede pública (estadual e municipal) e particular do ensino fundamental e médio.

Read more...
PUBLICIDADE

O curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda da FAINC forma profissionais para as principais áreas da comunicação, com ampla visão do seu papel e de suas possibilidades profissionais do mercado moderno.

Read more...
NUTRIÇÃO

O curso de Nutrição da FAINC forma profissionais com habilidades específicas e sensibilidade social, aptos a enfrentar os desafios de um mercado cada vez mais competitivo e globalizado, partindo dos preceitos da pedagogia Salesianas: Única, Integradora, Harmônica e Democrática em suas ações pedagógicas e administrativas.

Read more...